Médico veterinário acusado de assédio sexual e estupro contra seis estagiárias em sua clínica


O médico veterinário Pedro Monteiro da Silva Júnior, que é acusado de assédio sexual e de tentativa de estupro, por um grupo composto de sete mulheres, foi preso na tarde dessa quinta-feira, 17, por uma equipe da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM).

O médico foi localizado e o mandado de prisão preventiva foi cumprido nas proximidades de sua casa na Rua Aracy, Conjunto Manoa, bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus, depois de correr para dentro de uma igreja evangélica onde tentou se esconder dos policiais civis.

A principal acusação de assédio sexual e tentativa de estupro é a da estagiária Bianca Lima Alves, 21, que teve de travar luta corporal para se desvencilhar das mãos do médico veterinário quando ele tentou manter sexo forçado com ela dentro de sua clínica no último dia 9 de setembro.

A estagiária afirma no depoimento prestado na DECCM após sua denúncia, que Pedro Junior trancou todas as portas e janelas da clínica durante um plantão noturno e antes de partir para a tentativa de estupro chegou a oferecer a quantia de R$ 1.000,00 para ela manter relações sexuais com ele.

Em sua oitiva a estagiária foi bem mais contundente em sua acusação quando declarou que o médico veterinário estava tão possuído por uma tara incontrolável que se despiu da cintura para baixo e se masturbou na sua frente, poucos momentos antes dela conseguir fugir da clínica.

A médica veterinária plantonista identificada como Doutora Júlia e a assistente veterinária Wilmara, que chegaram à clínica no momento que Pedro Júnior tentava estuprar a estagiária Bianca Lima, também prestaram depoimento na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher.

Nesta quinta-feira, além de outras três mulheres que confirmaram a acusação, foi ouvida pela delegada Rita de Cássia, Berenice Oliveira, esposa do médico veterinário que posteriormente chegou preso na sede da DECCM, e estava acompanhado de dois advogados que exigiram a preservação da imagem do cliente.

No inquérito policialconstam todos os depoimentos de acusação e ficou evidenciado que o médico veterinário contratava estagiárias, exigindo entre outros critérios que fossem bastante jovens por sinal e passados alguns dias cometia os assédios sexuais e oferecia dinheiro em troca de sexo como aconteceu com Bianca Lima.

De acordo com a delegada que preside o caso, após os trâmites legais e encerramentos de depoimentos de vítimas e testemunhas o médico veterinário acusado de assédio sexual e tentativa de estupro iria para o Centro de Recebimento e Triagem (CRT) onde ficará a disposição da Justiça.

https://portaldozacarias.com.br/site/noticia/madico-veterinario-acusado-de-assadio-sexual-e-estupro-contra-seis-estagiarias-em-sua-clanica-a-preso-no-conjunto-manoa--zona-norte-de-manaus/

EDIÇÃO DE HOJE Nº 118

5c39b923-e1ce-4dea-b7ef-e2e1ee12cdac.jpg
56422362_2285627121709462_41902581880518
d1e1841c-2d85-458a-bd16-3f434b913cc6.jpg
                                                     Notícia Em Destaque                                                     
CONVENIO UNIMED.png
ARTE ANUNCIO.jpg