top of page

Governo reafirma medidas para reconstrução da BR-319

O senador Acir Gurgacz destaca a importância da rodovia federal para a integração da Amazônia.



O presidente Jair Bolsonaro informou ontem, em sua conta no Twiiter, que o governo federal está tomando todas as medidas para asfaltar a BR-319, que liga Porto Velho a Manaus. O anúncio foi feito após o presidente receber um vídeo, enviado por um professor de medicina, da Universidade Federal de Roraima, que mostra as condições precárias da rodovia. Após acionar o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, Bolsonaro recebeu a informação de que, no primeiro trimestre de 2020, será realizada uma licitação para pavimentação dos primeiros 52 quilômetros da rodovia. Em seguida, será feito o projeto de reforma dos 402 km restantes. Segundo Bolsonaro, estão sendo tomadas as providências para a manutenção, visando garantir trafegabilidade nas áreas de atoleiro. “Isso vai garantir o trânsito no inverno”, disse. A licitação foi feita em dezembro e enquanto se elabora o projeto, o trabalhando também é concentrado na licença ambiental. “Com a licença, contrato a obra do trecho todo”, acrescentou o presidente.

SENADOR ACIR DESTACA URGÊNCIA

O senador Acir Gurgacz (PDT-RO) tem dedicado grande força de seu mandato pela reconstrução total dessa rodovia. Juntamente com empresários e lideranças de Rondônia, Acre e Amazonas, o senador Acir já organizou três caravanas pela rodovia para chamar a atenção dos governos quanto a importância da BR-319 para o país. Sobre o anúncio feito pelo presidente Jair Bolsonaro, o senador disse que a determinação é necessária e urgente já que muitos trechos estão intansitáveis, deixando isolados os moradores ao longo da rodovia.


Acir disse também que a reconstrução da BR-319 fará a integração da Amazônia com as demais regiões do país, e aumentará as possibilidades de exportações da produção rondoniense, que atualmente depende de embarcações para chegar a Manaus. As expectativas dos empresários de Rondônia, Acre e do Sul do Amazonas é de que até o próximo ano seja liberado o licenciamento ambiental para as obras no trecho mais isolado, conhecido como ‘Meião’.

Comentários


6e52628e-9cfa-4231-88ed-162c493c3769.jpg
PHOTO-2022-03-24-09-22-35.jpg
ARTE ANUNCIO_edited.jpg
e20bd367-7acc-4475-8da3-9fbc6ec09c2a.jpg
e20bd367-7acc-4475-8da3-9fbc6ec09c2a.jpg
WhatsApp Image 2022-03-02 at 09.18.20.jpeg
27c67dfa-f244-4968-8676-48078eee2240.jpg
EUCATUR.jpg
4c431daf-e845-4334-9e53-725fdf7616c6.jpg
934b0fec-b165-406b-bf07-01ae73250ec7.jpg
24174133_1944909432494834_4108635420390726574_n.jpg
2022 dom.jpg
                                                     Notícia Em Destaque                                                     
be27f0c5-4fa9-41c5-98a8-9ac5c645f951.jpg
WhatsApp Image 2022-03-02 at 09.18.20.jpeg
a0b9d943-d73d-4b47-880b-58c1c18c75f1.jpg
5c39b923-e1ce-4dea-b7ef-e2e1ee12cdac.jpg
anuncio TERRAFORTE.jpg
a05d55d4-665c-4af4-b7f1-6e740d661e27.jpg
5bb1e9a9-b366-4571-9ff5-9b2272c77dc5.jpg
ARTE ANUNCIO_edited.jpg
bottom of page