Estudante de São Francisco do Guaporé ganha bolsa de estudos em universidade na Inglaterra

Estudante de São Francisco do Guaporé ganha bolsa de estudos para curso de Física em universidade na Inglaterra

“É uma grande vitória. Ganhei a bolsa parcial em um concurso de redação que participei em janeiro desse ano (2020). É uma competição entre jovens de todo o mundo, que acontece todos os anos pela Immerse Cambridge Education. Segunda-Feira, 19 de Outubro de 2020 - 11:10


Desde muito pequena, a estudante da Escola Campos Sales, rede Estadual de Ensino de Rondônia, Paola Beatrys Gomes Amorim, 18, tem interesse em física, novas tecnologias, filosofia e sustentabilidade, assuntos que em conjunto com a educação recebida lhe rendeu mais uma conquista para seu currículo acadêmico, onde ganhou uma bolsa de 47% no curso de Física, da conceituada Universidade britânica de Cambridge, na Inglaterra. “É uma grande vitória. Ganhei a bolsa parcial em um concurso de redação que participei em janeiro desse ano (2020). É uma competição entre jovens de todo o mundo, que acontece todos os anos pela Immerse Cambridge Education. Escrevi uma redação abordando um tema proposto para o curso de física da universidade. Algumas semanas depois, recebi um e-mail informando que fazia parte dos 7% dos estudantes que receberam uma bolsa para participar do summer em junho de 2020. Porém, foi adiado para o ano que vem, devido à pandemia da Covid-19. O que foi muito bom, pois ainda não consegui todo o dinheiro para o restante da bolsa”, explica Paola.

Para realizar o seu sonho e obter a formação nesta universidade renomada internacionalmente, Paola Amorim precisa conseguir cerca de R$ 28.500 (3. 905 Euros) até o final de novembro deste ano, para custear sua estadia, alimentação e demais despesas. Para tal, tem economizado e iniciou uma vaquinha on-line. A estudante e moradora de São Francisco do Guaporé – destaque entre as cidades com maior nota do Exame do Ensino Médio (Enem) de 2019 – conta que toda a sua trajetória de aprendizado foi reforçada a partir do 9º ano do Ensino Fundamental e foi crucial a preparação obtida entre o primeiro e terceiro ano do Ensino Médio, o qual ainda está cursando, período em que estudou na Escola Estadual Campos Sales. “Meu interesse em física se deu no Ensino Médio, pois tenho mais facilidade na área de exatas, porém, vai muito além. Quando era criança, por volta dos onze anos, assisti a um programa de televisão chamado ‘Cosmos’ [baseado no livro do físico Carl Sagan], e me vi muito interessada por cosmologia. Ao cursar o Ensino Médio, entendi que a física está por trás de todo o universo representado naquele programa que assisti na infância. Também meus escritores favoritos são o norte americano Carl Sagan [físico, astrônomo, cientista e escritor que influenciou a nova geração com suas obras] e o alemão Friedrich Nietzsche [filósofo, filólogo e crítico cultural]. Então, decidi que queria atuar amplamente como física, pesquisadora e cosmóloga”, explica a estudante. A diretora da Escola Campos Sales, Paolla Michelle Montanari Vieira, conta que Paola Amorim sempre foi uma aluna diferenciada. “Ela sempre participou de olimpíadas, e procurava representar a escola. Sempre foi uma aluna muito esforçada”, disse. Neste ano, Paola Amorim, foi reconhecida pela Latin America Leadership Academy (Lala) como uma das jovens líderes da América Latina para tratar de assuntos sobre o Meio Ambiente. Foi uma longa seleção por application (entrevista on-line sobre assuntos pessoais, aspirações e liderança).  Ela aponta que o que a motiva é inspirar pessoas a preservar o Meio Ambiente e seus recursos naturais. “Para mim é importante conservar o planeta para as próximas gerações”, acrescenta a estudante.



Fonte - 010 - SECOM - GOV/RO

EDIÇÃO DE HOJE Nº 118

5c39b923-e1ce-4dea-b7ef-e2e1ee12cdac.jpg
56422362_2285627121709462_41902581880518
d1e1841c-2d85-458a-bd16-3f434b913cc6.jpg
                                                     Notícia Em Destaque                                                     
CONVENIO UNIMED.png
ARTE ANUNCIO.jpg