Acadêmicos de Engenharia Ambiental da Unesc/Vilhena visitam biodigestor no IFRO/Colorado


Na última semana de abril, os acadêmicos do 7º período do curso de Engenharia Ambiental da Unesc/Vilhena realizaram uma visita técnica ao Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Rondônia – Campus/Colorado do Oeste.

Sob supervisão da professora Juliana de Fátima Vizú, a atividade prática teve como objetivo promover a compreensão do funcionamento de um biodigestor do modelo Australiano, que realiza o tratamento de efluentes da atividade de suinocultura.

“A atividade também permitiu aos acadêmicos entender os aspectos relacionados à sustentabilidade do empreendimento. Além disso, durante a visita técnica, foram ressaltados alguns pontos como: diluição do efluente para entrada no sistema, quantidade de gás produzido, utilização de biofertilizante para irrigação de pastagem, eficiência de tratamento, monitoramento ambiental e microrganismos eficientes e especializados”, explicou a professora.

Nos últimos anos, o estado de Rondônia tem se mostrado representativo no setor de produção de suídeos. Segundo os dados do Censo Agropecuário, em 2017, Rondônia contava com 284.953 porcos.

A professora Juliana Vizú destaca ainda os agraves da produção na granja de suínos em relação ao destino inadequado de resíduos sólidos e líquidos produzidos. “A relevância da visita técnica realizada se dá para conhecer os aspectos técnicos de funcionamento do biodigestor, além de práticas sustentáveis como a produção de biogás e biofertilizante, mostrando assim a importância do destino adequado de resíduos do empreendimento.”

O biodigestor acopla funções importantes para conservação e manutenção de recursos naturais, como a água. Afinal, se descartado de forma indevida, os resíduos podem causar contaminação e eutrofização dos corpos hídricos. “Portanto, pode-se concluir que para formação do Engenheiro Ambiental, é de extrema importância conhecer técnicas como estas, para possíveis controles quando atuantes no mercado profissional”, concluiu a professora do curso de Engenharia Ambiental oferecido pela Unesc, em Vilhena.

(Giliane Perin - Assessoria de Imprensa/Unesc)


c2c9063e-ef01-4b45-89ef-a4f835f274c0.jpg
934b0fec-b165-406b-bf07-01ae73250ec7.jpg
24174133_1944909432494834_4108635420390726574_n.jpg
2022 dom.jpg
                                                     Notícia Em Destaque                                                     
be27f0c5-4fa9-41c5-98a8-9ac5c645f951.jpg
AUITSMO corrigido 300X250.png
e7fecd30-2a15-4427-b13c-ff7239795fb9.jpg
EUCATUR.jpg
a0b9d943-d73d-4b47-880b-58c1c18c75f1.jpg
6e52628e-9cfa-4231-88ed-162c493c3769.jpg
d2ea8d0f-0c5c-4bf3-860d-af688e0bcf0d.jpg
anuncio TERRAFORTE.jpg
a05d55d4-665c-4af4-b7f1-6e740d661e27.jpg
5bb1e9a9-b366-4571-9ff5-9b2272c77dc5.jpg