Morte de peixes ocorreu 24h após a abertura das comportas


O primeiro desequilíbrio ambiental no Rio Teles Pires após a autorização concedida para Usina Hidrelétrica de Sinop MT iniciar o processo de enchimento do lago, ocorreu nessa segunda-feira (4). A partir da barragem do empreendimento, localizada entre os municípios de Itaúba e Cláudia, foi registrada a morte de uma quantidade significativa de peixes. Junto aos cardumes boiando, pescadores e ribeirinhos se depararam com uma grande quantidade de restos de vegetação (troncos, galhos e folhas), sendo arrastados por uma água barrenta.

O GC Notícias entrou em contato com a concessionária responsável pela UHE Sinop. Segundo a CES (Companhia Energética Sinop), a mortandade de peixes foi detectada pelas equipes que fazem o monitoramento do Rio Teles Pires, 24 horas após a primeira abertura das comportas do vertedouro e do fechamento das adufas. A morte de peixes ocorreu à jusante do barramento (depois do reservatório).

Vertedouros são estruturas utilizadas para controle e medição da vasão do rio. A água que vai seguir o curso do rio, mas sem passar pelas turbinas que geram energia, sai pelo vertedouro. Já as adufas são as estruturas utilizadas para fazer o desvio do rio e que agora foram fechadas para reter a água no reservatório.

A UHE Sinop afirmou que já informou o órgão ambiental, SEMA, do sinistro. “Os peixes foram retirados do rio, estão sendo quantificados, assim como serão periciados para que seja identificada a causa da morte”, informou a UHE Sinop em nota.

Assim que o fato foi registrado, algumas providências foram tomadas pela CES. A companhia ampliou o número de barcos e funcionários especializados para monitoramento detalhado e resgate dos peixes abaixo da barragem. Também estão sendo feitas medições diárias de todos parâmetros da qualidade de água a partir do barramento. A intenção é descobrir a causa da morte dos peixes. “A Sinop Energia investigará profundamente o ocorrido e tomará as medidas legais e socioambientais adequadas para resolução do ocorrido”, garantiu a companhia.

O processo de formação do lago iniciou no dia 30 de janeiro, após obtenção das autorizações necessárias dos órgãos envolvidos no licenciamento do empreendimento.

Diversos pescadores amadores, profissionais e ribeirinhos encaminharam vídeos e imagens ao GC Notícias, relatando o ocorrido. Veja algumas delas.

Fonte: Jamerson Miléski


6e52628e-9cfa-4231-88ed-162c493c3769.jpg
62ce543a-677e-4a3b-97cd-6e12438d7d2d.jpg
EUCATUR.jpg
a0b9d943-d73d-4b47-880b-58c1c18c75f1.jpg
4c431daf-e845-4334-9e53-725fdf7616c6.jpg
934b0fec-b165-406b-bf07-01ae73250ec7.jpg
24174133_1944909432494834_4108635420390726574_n.jpg
2022 dom.jpg
                                                     Notícia Em Destaque                                                     
be27f0c5-4fa9-41c5-98a8-9ac5c645f951.jpg
6e52628e-9cfa-4231-88ed-162c493c3769.jpg
d2ea8d0f-0c5c-4bf3-860d-af688e0bcf0d.jpg
anuncio TERRAFORTE.jpg
a05d55d4-665c-4af4-b7f1-6e740d661e27.jpg
5bb1e9a9-b366-4571-9ff5-9b2272c77dc5.jpg