PRF divulga rota alternativa após interdição de ponte na BR-364; veja mapa


Interdição deve durar até 90 dias. Obras de manutenção na ponte do distrito de Riozinho começam em dezembro.

DNIT interditou ponte do Riozinho por problemas na estrutura. — Foto: Reprodução/Rede Amazônica

Os motoristas que precisam passar diariamente pela ponte no distrito de Riozinho, que liga os municípios Cacoal e Pimenta Bueno, na BR-364, contam agora com uma rota alternativa (veja mapa).

O local foi interditado pelo Departamento Nacional de Infraestruturas de Transporte (DNIT) na última quarta-feira (14) por causa de problemas na estrutura que se arrastam há algum tempo.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), são três rotas possíveis. Além disso, os condutores devem percorrer, em média, cerca de 40 quilômetros a mais por causa da interdição.

Conforme o policial rodoviário Emerson Vieira Rocha, quem quer sair de Porto Velho e chegar em Cacoal (RO), por exemplo, precisa entrar em uma estrada no sentido Rolim de Moura (RO).

"Depois, chegará ao distrito de Nova Estrela e, depois, retornar a BR-364 por meio de Pimenta Bueno (RO)", disse.

Mapa mostra rota alternativa demarcada após interdição de ponte na BR-364. — Foto: Infográfico: Karina Almeida/G1

O desvio pela estrada que passa por Espigão d'Oeste (em rosa no mapa), tem 49,9 km de percurso; o desvio na estrada que sai de Cacoal e passa por Nova Estrela (em roxo no mapa) tem 78,9 km de extensão.

Conforme o DNIT, a decisão de interditar a ponte veio por causa de problemas na estrutura. O órgão disse ainda que as obras estão previstas para começar no próximo mês. A previsão é de que a reforma dure 90 dias.

Por Mayara Subtil e Jhonatas Trindade, G1 Cacoal e Zona da Mata, Rede Amazônica


                                                     Notícia Em Destaque                                                     

EDIÇÃO DE HOJE Nº 118

121192447_2812561702348776_7365130888151
56422362_2285627121709462_41902581880518
ARTE ANUNCIO.jpg
CONVENIO UNIMED.png
ARTE ANUNCIO.jpg