Apreensão recorde de cocaína faz PF deflagrar operação em RO


A Justiça determinou, também, o bloqueio de 25 (vinte e cinco) contas bancárias utilizadas para a movimentação.

A Polícia Federal, através da Delegacia de Repressão a Entorpecentes em Rondônia (DRE/SR/PF/RO), deflagrou, nesta terça-feira, dia 16.10.2018, a Operação Hidra, visando desmantelar associação criminosa dedicada ao tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro.

O nome da operação decorre da mitologia grega da Hidra de Lerna, em referência ao mostro que tinha o poder de regenerar sua cabeça quando cortada, surgindo duas novas em seu lugar.

Os principais investigados, mesmo possuindo um extenso histórico criminal ligado ao tráfico de drogas e outros delitos, não se dissuadiram da prática delituosa, passando a arregimentar seus familiares para o cometimento de crimes.

Foram expedidos pela 3ª Vara da Justiça Federal de Porto Velho/RO 20 (vinte) mandados de prisão e 21 (vinte e um) mandados de busca e apreensão, cumpridos nos Estados de Rondônia, Ceara, Paraná e Goiás.

Foto: Assessoria

A Justiça determinou, também, o bloqueio de 25 (vinte e cinco) contas bancárias utilizadas para a movimentação dos valores relacionados com a venda dos entorpecentes até o limite de R$ 4.300.000,00 (quatro milhões e trezentos mil reais), o sequestro de todos os imóveis, veículos e semoventes (gado) adquiridos pelos investigados com o dinheiro ilícito e utilizados na lavagem de dinheiro.

As investigações tiveram início em março de 2018 culminando com a realização de duas apreensões de entorpecentes, sendo a principal delas ocorrida na cidade de Vilhena/RO no mês de julho, com a apreensão de 113kg (cento e treze quilos) de cocaína ocultas no interior de um caminhão.

A equipe de investigação conseguiu identificar que as drogas eram fornecidas por um cidadão boliviano residente em Guayaramerin/Bolívia e transportada em barcos até uma fazenda às margens do rio que divide os países na cidade de Guajará-Mirim/RO, imóvel este objeto de sequestro judicial, de onde seguiam ocultas em veículos para diversos pontos do país, notadamente os Estados de Goiás e Ceará, sendo distribuídas em diversas “bocas de fumo” nas regiões metropolitanas.

Os presos, que responderão pelos crimes de tráfico internacional de drogas, organização criminosa e lavagem de dinheiro, serão encaminhados para unidades prisionais e permanecerão à disposição da Justiça Federal em Porto Velho/RO.

Por assessoria


EDIÇÃO DE HOJE Nº 118

5c39b923-e1ce-4dea-b7ef-e2e1ee12cdac.jpg
56422362_2285627121709462_41902581880518
d1e1841c-2d85-458a-bd16-3f434b913cc6.jpg
                                                     Notícia Em Destaque                                                     
CONVENIO UNIMED.png
ARTE ANUNCIO.jpg