Em Porto Velho, 108 gestantes são diagnosticadas com sífilis em 2017


Os dados são da Semusa, de janeiro a 20 de novembro deste ano. Segundo o órgão, 87 bebês já foram diagnosticados com sífilis congênita no período.

De janeiro até o dia 20 de novembro deste ano, 145 pessoas já foram diagnosticadas com sífilis, em Porto Velho. Desse total, 108 são gestantes. Dentre os bebês nascidos no período, 87 adquiriram a doença congênita, que ocorre quando a mãe passa para a criança. Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa). De acordo com o órgão, o diagnóstico é feito através do teste rápido e, em seguida, são feitos outros exames para saber em que fase está a doença e assim realizar o tratamento gratuito.

Segundo a coordenadora de Infecção Sexualmente Transmissíveis (ISTs) da Semusa, Maria de Lurdes da Silva, o Ministério da Saúde considera a doença como epidemia.

"A doença que mais tem repercussão no momento é a sífilis, 145 pessoas já foram diagnosticadas na capital, sendo que 108 são gestantes e 87 bebês já adquiririam sífilis congênita, que é passada da mãe para o bebê de maneira vertical", explicou Maria.

Conforme a coordenadora, as gestantes realizam o teste rápido da doença quando iniciam o pré-natal nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

"Se a gestante iniciar o diagnóstico precoce é possível evitar a sífilis congênita. O tratamento é gratuito, e a paciente pode ser tratada até 30 dias antes do parto. O tratamento pode durar no máximo três semanas. O parceiro da gestante também deve ser tratado para que ela não seja reinfectada com o vírus e assim também transmitam a doença", contou Maria.

Quando o bebê adquire sífilis congênita, ele é acompanhado por médicos para que não haja sequelas, mas o bebê pode desenvolver falhas neurológicas, pode nascer antes do tempo ou ainda ser abortado pela mãe por conta da doença.

"O diagnóstico da sífilis congênita é realizado na Maternidade Municipal Mãe Esperança e, lá mesmo, o tratamento é iniciado após o bebê nascer e dura 10 dias. O medicamento é dado a ele de forma intravenosa. Após a alta, durante seis meses ele será acompanhado por médicos da rede básica", afirma Maria.

Coordernadora do ISTs da Semusa, Maria Lurdes, afirmou que 108 gestantes já foram diagnosticadas com Sífilis neste ano (Foto: Hosana Morais )

Casos

De acordo com a Semusa, de 2013 até 2017, foram 555 casos notificados de sífilis em mulheres grávidas. O maior índice é entre mulheres de 20 a 34 anos, com 356 casos; seguido da faixa etária dos 15 aos 19 anos, com 135 casos. A faixa etária de 35 aos 49 anos, teve 55 notificações feitas. Dos 10 aos 14 anos, 9 casos foram registrados.

Prevenção

Em Porto Velho, todas as terças e quintas-feiras, a população pode fazer o teste rápido da sífilis, hepatite B e C e de HIV, na Policlínica Ana Adelaide, localizada na Avenida Pinheiro Machado, nº 1822, Bairro São Cristóvão.

"Existe uma enfermeira que fica de prontidão nesses dois dias para fazer o teste, assim que confirmado, novos exames são pedidos para saber o grau da infecção e assim o tratamento é iniciado, com penicilina. Os testes rápidos e o tratamento também são oferecidos na policlínica e nas UBS", informou a coordenadora.

A coordenadora informou ainda que agentes de saúde foram capacitados para divulgar os dados da doença e incentivar a população a usar o preservativo. "Nós distribuímos camisinhas à população, é a única maneira de conscientizar que o sexo desprotegido pode trazer doenças sexualmente transmissíveis", finalizou Maria.

Centro de Saúde Maurício Bustani realiza teste rápido até a meia-noite durante o Corujão (Foto: Prefeitura de Porto Velho/Assessoria)

Além da Policlínica Ana Adelaide, o Centro de Saúde Maurício Bustani, localizado na Avenida Governador Jorge Teixeira, nº 1989, no Bairro Liberdade, também estará realizando teste rápido de sífilis, hepatite B e C, e de HIV até a meia noite, durante o horário 'Corujão'.

Por Hosana Morais, G1 RO


EDIÇÃO DE HOJE Nº 118

5c39b923-e1ce-4dea-b7ef-e2e1ee12cdac.jpg
anigif.gif
serra dourada.gif
CONVENIO UNIMED.png
ARTE ANUNCIO.jpg
                                                     Notícia Em Destaque