Revendedoras de gás de Cacoal não praticam concorrência, segundo pesquisa do Procon


Órgão visitou nove revendedoras e constatou que todas utilizam o mesmo valor para a botija de 13 kg. MP deve avaliar se existe cartel.

As revendedoras de gás de Cacoal não praticam concorrência, segundo uma pesquisa do Programa de Proteção ao Crédito (Procon). O estudo foi realizado após reclamações dos moradores e foi encaminhado ao Ministério Público (MP) de Rondônia que deve investigar se existe cartel na cidade.

O G1 mostrou, através de um levantamento feito no mês de outubro, o preço do gás em 16 cidades de Rondônia, sendo que Cacoal, município a 480 quilômetros de Porto Velho, é a cidade do estado onde os moradores estão pagando mais caro pelo produto: R$ 87 por uma botija de 13 kg.

De acordo com o coordenador do Procon em Cacoal Bernardo Schmidt Penna, quando decidiu fazer a pesquisa, a intenção foi de alertar os consumidores sobre a importância de fazer pesquisa de preço, acreditando que encontraria preços diferentes na revenda do produto.

“Para minha surpresa, visitamos nove revendedoras de gás no município e descobrimos que todas praticam o mesmo preço na venda da botija de 13 kg, sendo R$ 87 para entrega do produto a domicílio e R$ 83 para tirar o produto no comércio, portanto em Cacoal não existe concorrência”, explicou Bernardo.

Com a pesquisa concluída, o órgão encaminhou as informações através de um ofício para o Ministério Público (MP), pedindo providências sobre a possibilidade de que exista um cartel na cidade.

“Esses preços idênticos podem caracterizar um cartel, mas isso terá que ser apurado, analisado, não tem como fazermos nenhuma análise preliminar, precipitada a respeito do fato, mas posso assegurar que essa coincidência de ter os preços idênticos gera surpresa”, afirmou Schmidt.

A equipe do G1 procurou o Ministério Público para falar sobre o assunto, mas segundo a promotora o documento com a pesquisa realizada pelo Procon só chegou no órgão no final de quinta-feira (26) e não foi possível analisar. Somente após avaliar a pesquisa é que poderá se pronunciar sobre o assunto.

Veja abaixo os preços das botijas de gás em 16 cidades:

1ª - Cacoal: R$ 87 2ª - Costa Marques: R$ 84 3ª - Cabixi: R$ 80 4ª - Colorado do Oeste: R$ 80 5ª - Espigão D'Oeste: R$ 80 6ª - Cerejeiras: R$ 78 7ª - Buritis: R$ 78 8ª - Vilhena: de R$ 77 a R$ 80 9ª - Ariquemes: R$ 75 10ª - Campo Novo: de R$ 75 a R$ 77 11ª - Machadinho D'Oeste: de R$ 75 a R$ 78 12ª - Guajará-Mirim: R$ 75 13ª - Nova Mamoré: de R$ 73 a R$ 75 14 ª - Ji-Paraná: R$ 70 15ª - Porto Velho: R$ 68 16ª - Candeias do Jamari: R$ 63

Por Magda Oliveira, G1 Cacoal e Zona da Mata


Bannerweb_SOBREVIVENTE_ALERO_970x250.gif
934b0fec-b165-406b-bf07-01ae73250ec7.jpg
24174133_1944909432494834_4108635420390726574_n.jpg
2022 dom.jpg
                                                     Notícia Em Destaque                                                     
be27f0c5-4fa9-41c5-98a8-9ac5c645f951.jpg
a0b9d943-d73d-4b47-880b-58c1c18c75f1.jpg
6e52628e-9cfa-4231-88ed-162c493c3769.jpg
d2ea8d0f-0c5c-4bf3-860d-af688e0bcf0d.jpg
anuncio TERRAFORTE.jpg
a05d55d4-665c-4af4-b7f1-6e740d661e27.jpg
5bb1e9a9-b366-4571-9ff5-9b2272c77dc5.jpg
EUCATUR.jpg
300x2500 (1).png
e7fecd30-2a15-4427-b13c-ff7239795fb9.jpg