IFRO Campus Cacoal instala sistema de irrigação para UEPs


Modelo está disponível para visitação de produtores da região

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO), Campus Cacoal, instalou no final do mês de julho um sistema de irrigação que atende as Unidades Educativas de Produção (UEPs). Estas são mantidas para a aplicação prática de disciplinas desenvolvidas nos cursos de Agropecuária e Agroecologia (integrado e subsequente). Os itens utilizados na instalação do sistema foram recebidos através de doação, intermediada pela Secretaria Municipal de Agricultura (SEMAGRI), e somam mais de R$ 12 mil, considerados neste valor 375 mudas que também foram cedidas ao campus para o plantio em seus laboratórios produtivos.

“Este sistema de irrigação é vital para o nosso trabalho. Além de podermos contar com todo o sistema para implementação das pesquisas, tanto no café, quanto nas demais culturas, poderemos ampliar a produção de olerícolas utilizadas para consumo no Campus”, destacou o chefe do Departamento de Integração Ensino, Pesquisa e Extensão, Dierlei dos Santos. Ele acrescentou que o sistema foi planejado para se tornar o mais didático possível e teve a participação de alunos estagiários durante a montagem. “Temos agora uma estrutura com quatro sistemas de irrigação funcionando no IFRO. Com isso, podemos também realizar dias de campo para demonstração dos sistemas para toda comunidade”, comemorou.

O sistema de irrigação implantado no Campus Cacoal permite a cobertura de até um hectare de área e com ele são atendidos, hoje, o plantio de café, olerícolas, de culturas frutíferas como acerola, mamão, tangerina, banana, abacaxi e goiaba, entre outras. “A cessão desses equipamentos já nos permitiu, inclusive, estabelecer um novo convênio com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) para o desenvolvimento de mais uma unidade experimental de café”, adiantou Santos.

Ensino prático

Jhenifer Fernanda é aluna do segundo ano de Agropecuária e atuou como estagiária durante a instalação do sistema. “No começo fiquei assustada com o tamanho do projeto e também porque eu nunca havia feito nada assim. Tinham peças que eu nem sabia o nome. Mas foi bem fácil, porque os professores entendem bastante e fizeram com que fosse um trabalho tranquilo e prazeroso”, comentou.

Ela contou ainda que não teve a matéria teórica sobre irrigação, prevista para ocorrer no terceiro ano do seu curso, e disse que agora já tem uma vantagem quando precisar lidar com o assunto em sala de aula. “É algo complexo porque envolve cálculos sobre a vazão do rio, área a ser coberta e outros, muitos cálculos. Mas deu para ver e aprender bastante coisa. A experiência foi fabulosa! Sinto que a formação que estou tendo no IFRO vai me permitir desenvolver este mesmo trabalho em outras propriedades no futuro”, assegurou Jhenifer.

“Para nós esta foi uma conquista de grande valia. O trabalho da Semagri junto ao Viveiro Laethe Clone e à Pica Pau, que viabilizaram estas doações, nos permitem apresentar aos nossos alunos e também aos agricultores que visitam o IFRO um modelo sustentável, dinâmico e eficiente para a irrigação. E, o que é melhor, respeitando o meio ambiente”, destacou o Diretor-Geral do Campus, Davys Sleman. O atual sistema de irrigação implementado na unidade dispõe de irrigação nos modelos micro spray, micro aspersão, aspersão convencional e gotejamento, que garantem a cobertura das diferentes culturas mantidas na instituição.

Crédito da imagem - Assessoria/IFRO


EDIÇÃO DE HOJE Nº 118

5c39b923-e1ce-4dea-b7ef-e2e1ee12cdac.jpg
56422362_2285627121709462_41902581880518
d1e1841c-2d85-458a-bd16-3f434b913cc6.jpg
                                                     Notícia Em Destaque                                                     
CONVENIO UNIMED.png
ARTE ANUNCIO.jpg