Governo anuncia a concessão da BR 364 no trecho Mato Grosso-Rondônia


O Governo Federal anunciou a concessão da BR 364 no trecho mato Grosso-Rondônia, assim como relicitar a rodovia BR-153 (Goiás-Tocantis), que estava nas mãos do grupo Galvão e teve a concessão cassada. Os investimentos nas duas estradas visa beneficiar diretamente o agronegócio e ganhos estão projetados em R$ 12 bilhões ao longo dos contratos.

O Governo também definiu novos parâmetros para loteria Raspadinha da Caixa Econômica Federal. O banco ficará de fora do negócio, e será feita uma concessão por um prazo de 30 anos. A estimativa é obter R$ 1 bilhão com a venda.

No pacote está ainda a licitação de 15 terminais nos portos de Belém, Vila do Conde (PA), Paranaguá e Vitória. A ideia é incluir na lista de projetos a relicitação do aeroporto de Viracopos (Campinas), que será devolvido à União, e a venda da participação da Infraero (de 49%) em Brasília, Guarulhos, Galeão e Confins.

Neste caso, o dinheiro deverá ficar com a estatal, como uma forma de compensação pela entrega de Congonhas — o mais rentável da rede. A empresa se tornou deficitária com o processo de concessão do setor aeroportuário.

A estatal vai perder mais dois blocos de aeroportos, um puxado por Recife com mais cinco terminais do Nordeste (Maceió, Aracaju, João Pessoa, Campina Grande e Juazeiro do Norte); mais Cuiabá, junto com outros terminais do Mato Grosso (Sinop, Barra do Garças, Alta Floresta e Rondonópolis). A expectativa é obter uma outorga de R$ 1,9 bilhão e investimento total de R$ 3 bilhões.

Edição: Rondoniaovivo

Imagem: Ilustrativa


9e413106-a9b3-4d57-abde-2b6eb073f5b5.jpg
CONVENIO UNIMED.png
682a8f16-9535-4ecc-b613-4e0c2a098aad.jpg
be27f0c5-4fa9-41c5-98a8-9ac5c645f951.jpg
                                                     Notícia Em Destaque