REDE SOCIAL: Uniron perde ação movida contra aluno que criticou faculdade


A Justiça considerou improcedente a ação movida pela faculdade Uniron em 2017, que processou o estudante do curso de Direito Alexandre Pires da Silva, por criticar a instituição em sua rede social. A faculdade terá que pagar os honorários advocatícios ao estudante no valor de 2 mil reais. A instituição de ensino pedia 20 mil reais por danos morais.

O acadêmico do curso de direito da Uniron Campus I Mamoré, vinha desde 2015 expondo em sua rede social problemas e falhas que ele e outros estudantes enfrentavam todos os dias na faculdade.

A instituição se sentindo prejudicada e tendo sua imagem denegrida, entrou com processo contra o acadêmico com intuito de esconder a situação e calar o aluno, pediu como indenização no valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais) devido aos “danos morais”.

“Para quem não conhece o caso, no ano de 2015, 2016 fiz algumas postagens em minhas redes sociais a respeito da infraestrutura da faculdade UNIRON (falta de energia, lama, goteiras, fezes de pombo, estacionamento) e diante de grande repercussão, fui processado pela faculdade que estudo (UNIRON) onde pleiteavam um montante de 20 mil a título de danos morais e 500 reais de multa diária caso eu não apagasse todas as minhas postagens no Facebook. De início a Liminar foi negada” disse o estudante na rede social.

Durante o processo, o estudante conseguiu provar sem dificuldades que os fatos relatados em suas publicações eram verídicos.

Fonte: News Rondonia

Edição: Rondoniaovivo


CONVENIO UNIMED.png
682a8f16-9535-4ecc-b613-4e0c2a098aad.jpg
be27f0c5-4fa9-41c5-98a8-9ac5c645f951.jpg

EDIÇÃO DE HOJE Nº 118

5c39b923-e1ce-4dea-b7ef-e2e1ee12cdac.jpg
anigif.gif
EUCATUR.jpg
e20bd367-7acc-4475-8da3-9fbc6ec09c2a.jpg
                                                     Notícia Em Destaque