Banco do Povo inaugura novas agências em Theobroma e Cacaulândia e dispõe de R$ 10 milhões para fina


Com uma projeção de financiar até R$ 10 milhões este ano em projetos do micro e pequeno negócio de Rondônia, o Banco do Povo se organiza para inaugurar nesta quinta-feira (29), mais duas novas agências (unidades de atendimento), em Theobroma e Cacaulândia, com dinheiro em caixa para financiar empreendedores desses municípios.

A intenção do governo de Rondônia em apoiar inciativas populares, financiando pequenos projetos familiares ou individuais pretende, segundo Manoel Serra, presidente da Associação de Crédito Cidadão de Rondônia (Acrecid), incentivar a produção de bens e serviços, como sorveterias, salões de beleza, mototáxis, borracharias, e vários empreendedores do agronegócio, entre tantos, de modo a garantir emprego e renda no campo e nas cidades em todas as regiões do estado, materializado por uma linha de crédito de acesso simplificada e com uma taxa de juros, quase simbólica, de 2% ao ano, tudo sob a supervisão da Superintendência de Desenvolvimento do Estado (Suder).

Para o governador Confúcio Moura, a ideia é levar as condições e o crédito a todos que desejam produzir e que tenham vocação para empreender, mas que esbarram na falta de recursos para seus negócios. Por esse motivo ele determinou a ampliação do número de postos de atendimento (agências do Banco do Povo) que, com essas novas inaugurações, chegam a 36 unidades espalhadas por todo Estado.

Em 2016, para se ter ideia, o Banco do Povo financiou cerca de 6 mil projetos urbanos e rurais, que tiraram da informalidade e impulsionaram pequenos negócios de centenas de famílias. De acordo com Francisco Carlos Santiago, diretor administrativo da Suder, o mais importante desse projeto do Banco do Povo é que, além de melhorar as condições de vida das famílias envolvidas, gerando renda, estabilidade e conforto, muitos deles também geraram vagas de empregos nas cidades e no campo, e movimentam a economia nessas regiões.

Segundo o Presidente do Fundo de Apoio ao Empreendimento Popular de Ariquemes (Faepar), Arnaldo Campos, que coordena as novas agências de Theobroma e Cacaulândia, e outras 13 unidades da região central, bacia leiteira e Vale do Jamari, os desafios são grandes, mas o governo de Rondônia tem todo interesse não apenas de dar formalidade a esses empreendimentos, mas de incentivar a produção, que tem reflexo direto na economia do Estado.

Fonte Texto: Cleuber Rodrigues Pereira Fotos: Bruno Corsino Secom - Governo de Rondônia


EDIÇÃO DE HOJE Nº 118

5c39b923-e1ce-4dea-b7ef-e2e1ee12cdac.jpg
anigif.gif
serra dourada.gif
CONVENIO UNIMED.png
ARTE ANUNCIO.jpg
                                                     Notícia Em Destaque