Prefeita acusada de receber doação ilegal na campanha eleitoral tem mandato cassado em Pimenta, RO


Cassação ocorreu após executiva ser acusada de suposto abuso de poder econômico. Prefeita teria contratado quatro 'formiguinhas' e recebido R$ 6 mil de doação ilegal.

Por Magda Oliveira, G1 Cacoal e Zona da Mata

Juliana Roque (Foto: Facebook/Juliana Roque)

A Prefeita de Pimenta Bueno (RO), Juliana Roque (PSB), teve o mandato cassado pela Justiça Eleitoral após ser acusada de contratar quatro "formiguinhas" durante a campanha eleitoral da prefeitura, em 2016. Ainda conforme o judiciário, Juliana teria recebido uma doação ilegal no valor de R$ 6 mil na mesma época.

Em nota, a prefeita disse que ainda não foi notificada da decisão, mas que o advogado já havia recorrido da sentença.

A prefeita diz ainda que não concorda com a sentença, pois considera que a conduta foi pautada na mais perfeita regularidade e foi isso que levou seus advogados a entrarem com recursos de embargo de declaração perante à Zona Eleitoral, pois entende que a sentença está com vícios de omissão e contradição.

Procurados pela equipe do G1, o Tribunal Regional Eleitoral Rondônia (TRE-RO) disse que não irá se manifestar, pois o processo está tramitando em segredo de justiça.

Por te contratado formiguinhas e também recebido uma doação ilegal de R$ 6 mil, conforme a decisão, a prefeita Juliana vai responder pelo crime de abuso de poder econômico.

Posicionamento

Segundo a nota divulgada por Juliana, no dia 26 de maio a defesa dela deveria ter enviado uma remessa do recurso de embargo do processo de abuso. Eles fizeram o envio por meio de e-mail, o que previamente foi acordado com a chefe de cartório.

Prefeitura de Pimenta Bueno (Foto: Magda Oliveira/G1)

Na ocasião, o advogado se comprometeu a enviar as peças originais posteriormente. Segundo a nota, a chefe de cartório chegou a enviar um protocolo de recebimento da Zona Eleitoral.

Porém, a julgadora de primeiro grau não aceitou o recurso enviado por e-mail pela defesa da prefeita e considerou o mesmo como irregular. Com isso, o judiciário aceitou apenas as cópias originais que foram entregues no dia 29 de maio. No entanto, para a juíza, o feito transitou em julgado, ou seja, o prazo de defesa já havia se esgotado.

Procurada pela equipe do G1, a prefeita não foi encontrada para falar sobre a cassação, mas os assessores dela informaram que Juliana está desde a manhã desta sexta-feira (3) reunida com os advogados.

Por telefone, o advogado da prefeita, Nelson Canedo, diz que Juliana Roque ainda não foi notificada da decisão, mas que entrou com recurso no TRE-RO.

Prefeita divulgou nota para esclarecer o caso (Foto: Magda Oliveira/G1)


CONVENIO UNIMED.png
682a8f16-9535-4ecc-b613-4e0c2a098aad.jpg
be27f0c5-4fa9-41c5-98a8-9ac5c645f951.jpg

EDIÇÃO DE HOJE Nº 118

5c39b923-e1ce-4dea-b7ef-e2e1ee12cdac.jpg
anigif.gif
EUCATUR.jpg
e20bd367-7acc-4475-8da3-9fbc6ec09c2a.jpg
                                                     Notícia Em Destaque