Agroindústrias de Rondônia são referência nacional


Os secretários de agricultura, do Norte e Nordeste, inclusive Mato Grosso, constataram os resultados positivos.

Os secretários de agricultura, do Norte e Nordeste, inclusive Mato Grosso, constataram os resultados positivos apresentados pelas agroindústrias rondonienses, na geração de emprego e renda consolidando o desempenho da agricultura familiar.

As 110 agroindústrias instaladas na 6ª Rondônia Rural Show se destacaram pela qualidade dos produtos lácteos, cárneos, chocolates e panificações de um modo geral.

Henrique Fernandes, coordenador de agroindústrias na Secretaria de Agricultura (Seagri), aposta que as vendas durante os quatro dias de evento vão superar os R$ 270 mil comercializados na feira do ano passado. Ali, se encontraram representantes de agroindústrias fiscalizadas e autorizadas pelo governo do Estado para funcionar de vários municípios.

Acompanhado pelo senador Acir Gurgacz (PDT), do prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires (PSB) da secretaria adjunta da Seagri, Mary Terezinha Braganhol e outras autoridades, o governador Confúcio Moura (PMDB) realizou na última quarta-feira pela manhã uma visita aos pavilhões das agroindústrias, onde assim como o senador e o prefeito fora muito cumprimentado. Nas tendas provaram alguns petiscos gentilmente oferecidos aos visitantes ilustres pelos representantes das agroindústrias, que se mostravam felizes e sorridentes.

O cidadão ou cidadã, que degustou um petisco de cada produto oferecido nas tendas ao longo dos dois pavilhões das agroindústrias, entre um golinho de aguardente, mel de abelha, queijo, iugurte, cafezinho, salaminho, linguiça defumada, morcela, embutido, torresminho, doces e sucos de frutas, compotas dos mais variados tipos e sabores, pães caseiros e bolachas, deixou o parque de exposições no mínimo empanturrado.

Produção de palmito é realizada por agroindústrias em Rondônia

Produtores do Jamari mostram potencial

Sediada no município de Ariquemes, a Cooperativa das Agroindústrias dos Produtores Rurais do Vale do Jamari (Coaprav), comercializa leite, café, polpas, frutas, queijos, legumes, verduras, defumados e embutidos, farinha, doce de banana e aguardente, com excelentes resultados conforme explica Adilson Previdi, administrador da Cooperativa. Na realidade, o processo para implantação de agroindústrias no estado de Rondônia teve início, na administração do então prefeito de Ariquemes Confúcio Moura.

Surpresa agradável

Duas boas surpresas foram a presença das agroindústrias de Porto Velho, uma demonstrando a produção de polpas e outra a de embutidos, salame, linguiça e morcela. A agroindústria ‘O porcão’ apresentou o que existe de melhor da carne suína aos habitantes do interior, mas produzido com carinho e qualidade na capital. Como se observa, Porto Velho começa a conquistar espaço em termos de agroindústrias.

Expositor apresenta a produção de mel durante o evento

Produção de mel tem bom lucro

O mel de colônia produzido pelo apicultor Virgílio Possebon, uma delícia que veio de Vilhena para 6ª Rondônia Rural Show, consumido com pão caseiro, ou mesmo servido como chá, curando resfriado e adoçando a vida, pois se trata de um produto natural. Virgílio Possebon, um gaúcho falante que entre um chimarrão e outro relata que trouxe da divisa de Rondônia com Mato Grosso, 700 quilos de mel e cera violada, vendendo mais da metade somente no primeiro dia de exposição.

Senador Acir (e) governador Confúcio (chapeu) na feira

Lá de Vilhena também se fez presente Elemar Schulz, expondo os salames, tradicional, picante e curado. Das 400 peças pesando 400 gramas, mais da metade fora comercializada desde o início da feira. Na verdade, todos os produtos expostos gerados em agroindústrias estão com boa aceitação.

Em Ji-Paraná, entre outros, o destaque serve para os Defumados Bianchi. Vai lá, linguiça defumada fresca, costelinha e lombinho de porco defumado, frango defumado, kit para feijoada, torresminho crocante, banha e toucinho de porco. Sem falar na morcela e no bacon. Com R$ 50,00, o visitante pode adquirir muitos produtos de boa qualidade.

Pamonha do liquidificador

INGREDIENTES 1ª- Duas latas de milho verde sem água. 2ª- Uma garrafa de 200 ML de leite de coco. 3ª- Duas xícaras de açúcar. 4ª- Quatro ovos batidos. 5ª- Um pacote de queijo parmesão ralado. 6ª- Quatro colheres de sopa de farinha de trigo.

MODO DE PREPARO 1º – misture bem todos os ingredientes no liquidificador. 2º- Adicione uma colher de sopa de fermento em pó. 3º- Misture com o restante dos ingredientes. 4º- Coloque sua pamonha numa forma untada e leve Ao forno a uma temperatura de 200 graus 5º- Deixe ficar no forno uns 40 minutos. Depois sirva quente ou fria, é uma delícia!

Por José Luiz AlvesDIÁRIO DA AMAZÔNIA


EDIÇÃO DE HOJE Nº 118

5c39b923-e1ce-4dea-b7ef-e2e1ee12cdac.jpg
56422362_2285627121709462_41902581880518
d1e1841c-2d85-458a-bd16-3f434b913cc6.jpg
                                                     Notícia Em Destaque                                                     
CONVENIO UNIMED.png
ARTE ANUNCIO.jpg