Estados Unidos não irão suspender importação de carne brasileira


Em nota oficial, USDA diz que irá manter o controle rigoroso de análises microbiológicas que já fazem

O Serviço de Segurança e Inspeção de Alimentos (FSIS) do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) anunciou medidas adicionais para manter o suprimento de alimentos seguro para as famílias americanas, à luz das recentes investigações da indústria de carne do Brasil.

Embora nenhuma das instalações de abate ou processamento envolvidas no na operação da Polícia Federal tenha transportado proteína para os Estados Unidos, o FSIS instituiu imediatamente testes de patógenos adicionais de todas as remessas de carne bovina in natura e produtos prontos para consumo do Brasil ao saber da investigação brasileira. O FSIS também aumentou o exame de todos esses produtos nos portos de entrada em todo o país. “A agência manterá indefinidamente seus 100% de reinspeção e testes de patógenos de todos os lotes de produtos regulados pelo FSIS importados do Brasil”, comunicou.

"O FSIS fortaleceu as salvaguardas existentes que protegem o suprimento alimentar americano como precaução e está monitorando a investigação do governo brasileiro de perto”, disse Mike Young, Subsecretário Interino do Departamento de Agricultura dos EUA.

Apesar de nenhum dos estabelecimentos envolvidos no escândalo brasileiro ter enviado produtos cárneos para os Estados Unidos, a partir de 18 de março, o FSIS instituiu 100% de reinspecção no ponto de entrada de toda a carne brasileira importada para os Estados Unidos, 100% dos lotes. Esta reinspecção inclui o teste 100% de aparas de carne do Brasil para Salmonella , E. coli O157: H7, e não-O157 shiga-toxina produzindo E. coli (STEC). A reinspecção de 100% também inclui 100% de testes de produtos prontos a comer do Brasil para Salmonella e Listeria monocytogenes . “O FSIS tomará medidas imediatas para recusar a entrada de produtos nos Estados Unidos se houver resultados de preocupação com a segurança alimentar” alertou.

Redação com informações USDA


9e413106-a9b3-4d57-abde-2b6eb073f5b5.jpg
CONVENIO UNIMED.png
682a8f16-9535-4ecc-b613-4e0c2a098aad.jpg
be27f0c5-4fa9-41c5-98a8-9ac5c645f951.jpg
                                                     Notícia Em Destaque