Masaya Nakamura, pai do Pac-Man, morre aos 91 anos


Nakamura, que faleceu no dia 22 de janeiro, fundou uma empresa em 1955 que mais tarde se tornaria a Namco

A companhia Guinness World Records classificou o jogo como "a máquina de arcade operada por moedas mais bem-sucedida"

Masaya Nakamura, o pioneiro do videogame japonês conhecido como "o pai do Pac-Man", morreu aos 91 anos, informou sua companhia nesta segunda-feira (31/1).

Nakamura, que faleceu no domingo retrasado (22/1), fundou uma empresa em 1955 que mais tarde se tornaria a Namco.

A empresa começou instalando dois cavalos mecânicos de madeira no terraço de uma loja de departamentos e passou a desenvolver jogos domésticos e arcade, parques temáticos e outros parques de diversões.

Ela se fundiu com a gigante de brinquedos japonesa Bandai em 2005.

O designer de jogos da Namco, Toru Iwatani, criou o Pac-Man amarelo, que chegou ao mercado em 1980.

O personagem se tornou extremamente popular entre os jogadores e o Guinness World Records o classificou como "a máquina de arcade operada por moedas mais bem-sucedida".

A companhia não divulgou detalhes sobre a morte de Nakamura, alegando estar cumprindo o desejo de sua família.


EDIÇÃO DE HOJE Nº 118

5c39b923-e1ce-4dea-b7ef-e2e1ee12cdac.jpg
56422362_2285627121709462_41902581880518
d1e1841c-2d85-458a-bd16-3f434b913cc6.jpg
                                                     Notícia Em Destaque                                                     
CONVENIO UNIMED.png
ARTE ANUNCIO.jpg