Morre na Santa Casa o radialista William Gomes, ícone da cultura cuiabana


O cuiabano apaixonado por sua terra ficou famoso com a frase :"Quem bedjo bedjo, quem num bedjo num bedja mais"

Faleceu no final da tarde deste domingo (29) o radialista William Gomes, um dos grandes ícones da cultura e da comunicacao cuiabanas. Apesar do amor por Cuiabá, Gomes era natural de Corumbá-MS.

Ele sofria de diabates e estava internado há mais de dez dias na Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá.

William Gomes é considerado pela classe um dos maiores radialistas de todos os tempos, em Mato Grosso. Grande conhecedor do Rádio. Era professor de Administração na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), mas acabou indo dar aulas no curso de Comunicação Social da mesma instituição, nos anos 1990 e início dos anos 2000.

Foi um dos pioneiros em pesquisas de audiência para rádios e também eleitorais com o Instituo Mato-grossense de Estatística Aplicada (Imea).

Escreveu o livro “Linguajar Cuiabano”, que utilizava em programas de televisão para explicar os termos do “cuiabanês”.

Foi apresentador do extinto programa televisivo “Aqui Agora” local, no canal 12.

Até o ano passado, esteve no ar pela TV Pantanal, com o quadro “Caderno Cuiabano”.

O velório vai ocorrer na Sala das Hortências, na Capela Jardins, bairro Bandeirantes, a partir das 23 horas. É o segundo radialista que morre em MT em 24 horas. No sábado (27), morreu em Rondonópolis, Noel Paulino, um dos pioneiros no ramo na cidade.

A coluna presta suas condolências aos familiares e amigos.


EDIÇÃO DE HOJE Nº 118

5c39b923-e1ce-4dea-b7ef-e2e1ee12cdac.jpg
anigif.gif
CONVENIO UNIMED.png
CONVENIO UNIMED.png
ARTE ANUNCIO.jpg
                                                     Notícia Em Destaque