Café nazista de Jacarta fecha por falta de clientes


Segundo advogado do dono, o número baixo de consumidores é devido a localização do restaurante

O dono do café, Henry Mulyana, em frente à decoração com fotos de soldados da Alemanha nazista

O proprietário de um café indonésio com decoração nazista, cuja existência gerou uma onda de indignação fora do país, quer reabrir o local em um bairro mais movimentado de Jacarta, após ter sido obrigado a fechar por falta de clientes, anunciou seu advogado na quinta-feira (26/1).

Situado em Bandung, no sudeste de Jacarta, o "SoldatenKaffee" ("café dos soldados") estava decorado com suásticas, um retrato de Adolf Hitler e imagens de propaganda nazista.

Na Indonésia, um lugar com este pode permanecer aberto, ao contrário da Europa, onde a apologia ao nazismo é proibida em vários países.

Leia mais notícias em Mundo

O proprietário, Henry Mulyana, fechou voluntariamente o café em 2013, após ter recebido ameaças de morte.

O local reabriu um ano depois, ampliando a temática para a Segunda Guerra Mundial, com retratos de Winston Churchill e Stalin, mas mantendo os símbolos nazistas.

Mas o fechamento mais recente do local - que servia 'schnitzels' (bife empanado) e cerveja - não foi devido à controvérsia em torno à sua temática, mas sim à falta de clientes.

"O interesse do público era escasso porque o café não estava localizado em um bairro estratégico", declarou à AFP Rohman Hidayat, advogado do proprietário.

Agora Mulyana busca um bairro mais adequado, afirma o advogado, sem informar quando o estabelecimento será reaberto.

#CafénazistadeJacartafechaporfaltadecliente

CONVENIO UNIMED.png
682a8f16-9535-4ecc-b613-4e0c2a098aad.jpg
be27f0c5-4fa9-41c5-98a8-9ac5c645f951.jpg

EDIÇÃO DE HOJE Nº 118

5c39b923-e1ce-4dea-b7ef-e2e1ee12cdac.jpg
anigif.gif
EUCATUR.jpg
e20bd367-7acc-4475-8da3-9fbc6ec09c2a.jpg
                                                     Notícia Em Destaque