Ministério da Saúde investiga morte suspeita por febre amarela em Luziânia


Ministério da Saúde está investigando uma morte suspeita por febre amarela em Luziânia, distante 60 km de Brasília. A notificação foi feita pela Secretaria de Saúde do DF. Para conter a doença, Goiás recebeu reforço de 25 mil doses da vacina.

O mais recente caso de febre amarela no Entorno ocorreu em Alexânia, em 2015

Para imunizar a população do Entorno, a Secretaria de Saúde de Goiás enviou 6 mil doses da vacina. O repasse foi concentrado em Formosa e Luziânia, que distribuem para os outros municípios.

O mais recente caso de febre amarela no Entorno ocorreu em Alexânia, em 2015. Em Luziânia, dois macacos morreram, entre 2015 e o ano passado. Em 2015, foram registrados seis casos da doença em Goiás. No ano passado, três. Em 2016, Goiás recebeu 787 mil doses.

"Intensificamos a vacinação em 10 municípios, visando melhorar a cobertura", destaca a Secretaria de Saúde de Goiás, em nota. Hoje, 93% da população goiana está imunizada.

Relembre

Desde o início do surto de febre amarela, a capital federal notificou três casos suspeitos. Não houve nenhuma confirmação, segundo a Secretaria de Saúde. Na semana passada, a pasta confirmou a morte de um pedreiro de 40 anos vítima de febre amarela. Ele teria chegado ao DF três dias antes oriundo de Januária (MG), homem teria vindo visitar um irmão que mora em São Sebastião.

#MinistériodaSaúdeinvestigamortesuspeitaporf

CONVENIO UNIMED.png
682a8f16-9535-4ecc-b613-4e0c2a098aad.jpg
be27f0c5-4fa9-41c5-98a8-9ac5c645f951.jpg

EDIÇÃO DE HOJE Nº 118

5c39b923-e1ce-4dea-b7ef-e2e1ee12cdac.jpg
anigif.gif
EUCATUR.jpg
e20bd367-7acc-4475-8da3-9fbc6ec09c2a.jpg
                                                     Notícia Em Destaque