103419939_2703858683219079_3930321760858

Soldado do Exército morre e família registra BO por tortura

Jovem foi internado após passar mal em treinamento físico; família diz que rapaz foi torturado


Os familiares do jovem Rafael Marques Pereira, de 18 anos, registraram um boletim de ocorrência nesta segunfa-feira (13), na Polícia Civil, após a morte do rapaz na última semana, em Rondonópolis (220 km de Cuiabá).

Rafael era soldado do Exército Brasileiro na cidade e morreu após um treinamento no batalhão, na sexta-feira (10).

De acordo com a mãe do militar, no dia 7 de abril o filho passou mal após um treinamento exaustivo de resistência física, onde os soldados eram obrigados a cumprir algumas etapas dos exercícios para poderem ganhar água e alimento.


Segundo ela, Rafael não conseguiu fazer todas as etapas e ficou sem receber água por um longo período. E mesmo depois de falar que não estava se sentindo bem, foi submetido a mais treinamentos e, ainda conforme ela, sobre pressão e constrangimento, continuou com os exercícios físicos.


Por volta das 13h30 daquele dia, o soldado passou a ter alucinações e vomitou bastante. Ele foi socorrido e encaminhado para UPA (Unidade de Pronto Atendimento) às 16h e somente às 19h a família afirma que foi comunicada.

O jovem acabou sendo encaminhado para uma unidade particular, onde permaneceu internado, mas não resistiu e morreu na última sexta-feira.

Conforme a mãe de Rafael relatou à Polícia Civil,  seu filho deu entrada na UPA com histórico de desidratação “e rebaixado nível de consciência, confirmando a tortura e sofrimento que foi submetido no quartel do Exército”, diz trecho do BO.

A ocorrência foi registrada como tortura e deve ser investigada pela Polícia Civil da cidade.

Por meio de nota, o Exército de Rondonópolis lamentou a morte do soldado e afirmou que um inquérito militar será aberto para apurar as circunstâncias do caso. O resultado da apuração deve ser divulgado em até 40 dias.

https://www.midianews.com.br/policia/soldado-do-exercito-morre-e-familia-registra-bo-por-tortura-em-mt/373951

0 visualização