103419939_2703858683219079_3930321760858

Mãe de mecânico que se vestiu de mulher para fazer prova do Detran foi reprovada 3 vezes, diz instru

Esta seria a quarta vez que a mãe tentaria tirar a habilitação. Caso aconteceu no distrito de Nova Mutum Paraná, em Porto Velho.


A mãe do mecânico que se vestiu de mulher para fazer uma prova prática do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), no lugar dela, foi reprovada no teste prático três vezes. Segundo a instrutora Aline Mendonça, esta seria a quarta vez que a mãe tentaria tirar a habilitação. O caso aconteceu no distrito de Nova Mutum Paraná, a 106 Km de Porto Velho. O G1 procurou a defesa, mas não conseguiu contato.

"Então, nós temos alguns critérios a nível nacional, que é passado pelo Denatran. E ela (mãe) não cumpriu alguns. Ou não passou pela baliza ou não passou no percurso", disse a servidora da comissão examinadora do Detran sobre as tentativas anteriores da mãe ao passar na prova.

Heitor Márcio Schiave, de 43 anos, que é proprietário de uma autoelétrica na capital, chegou a ser detido em flagrante na última terça-feira (10) por tentativa de estelionato e falsidade ideológica. Mas foi solto após um pedido de liberdade feito pela defesa ao juiz de plantão, na Central de Flagrantes da cidade. A polícia não confirmou se abriu investigação sobre o caso.

Para fazer o exame, Heitor vestiu saia longa e passou maquiagem. "Ele tentou ser natural o máximo possível. Estava muito maquiado, com as unhas bem feitas, acessórios de mulher", complementou a instrutora.

De acordo com a Polícia Militar (PM), a desconfiança inicial partiu de Aline. Ela suspeitou que a pessoa que fazia a prova não era a mesma indicada no documento de identidade apresentado aos avaliadores.

O mecânico já estava dentro do carro fazendo a prova de baliza quando um servidor da autarquia chamou a PM. Ao chegar no local da prova, os agentes constataram que Schiave tentava se passar pela mãe e lhe deram voz de prisão.

"E ele já confessou. Já foi confessando que realmente não se tratava da referida senhora e que era filho, filho dela que estava se passando para tentar fazer com que ela conseguisse ser aprovada no teste prático", explicou Aline.

Heitor, por sua vez, disse aos policiais que a mãe estava no distrito de Triunfo, em Candeias do Jamari (RO), e não sabia que o filho tentaria usar a identidade dela para fazer o exame de direção.

"Nós, da comissão examinadora que participamos, temos um treinamento. É bem sério o trabalho. As pessoas que pensam que vão conseguir burlar, mas acho que não dará certo", concluiu a servidora.

O G1 telefonou para a autoelétrica de Schiave, mas as ligações não foram atendidas. A reportagem também tentou contato com a defesa do mecânico, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

Por G1 RO — Porto Velho

0 visualização