103419939_2703858683219079_3930321760858

“E daí? Lamento, quer que eu faça o quê?”, diz Bolsonaro sobre recorde de mortos por coronavírus

Brasil ultrapassou, nesta terça-feira, o número total de óbitos registrados na China e alcançou o maior índice de novos registros em 24 horas.


O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (29) que lamenta, mas não tem o que fazer em relação ao novo recorde de mortes registradas em 24 horas, com 474 óbitos, ultrapassando a China no número total de óbitos pelo novo coronavírus.

— E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre — afirmou ao ser questionado sobre os números.

Bolsonaro disse que cabe ao ministro da Saúde, Nelson Teich, explicar os números.

O recorde diário anterior do Brasil era de 23 de abril, com 407 novas vítimas. O país é agora o 9º país com mais mortes no mundo. Segundo o boletim mais recente do Ministério da Saúde, ao todo 5.017 pessoas morreram por covid-19. A China, por sua vez, registra 4.637 mortos, segundo a Universidade Johns Hopkins, nos EUA, que monitora a pandemia,

A primeira morte por coronavírus na China (e no mundo) foi confirmada em 11 de janeiro. No Brasil, a confirmação do primeiro óbito ocorreu em 17 de março.Em número de pessoas infectadas, o país tem 71.886 casos confirmados e está em 11º lugar, ainda atrás da China, que tem 83.938 casos. Folhapress Julia Chaib E Daniel Carvalho