103419939_2703858683219079_3930321760858

Profissionais da saúde entram em greve em Guajará-Mirim, RO, e atendimentos são reduzidos no Hospita


Unidades Básicas de Saúde do município estão atuando com apenas 30% do efetivo. Manifestantes pedem por valorização profissional, reajuste salarial e melhores condições de trabalho.

Profissionais da saúde entraram em greve nesta segunda-feira (23) em Guajará-Mirim (RO), distante cerca de 330 quilômetros de Porto Velho. Mais de 180 servidores reivindicam melhores condições de trabalho, reajuste salarial e valorização profissional.

Essa é a segunda paralisação este mês. A primeira, que aconteceu devido o atraso no salário dos servidores municipais da saúde, também pedia por equipamentos e insumos básicos e pelo plano de cargos, carreira e salários.

Segundo os manifestantes, foi decidido em uma assembleia geral realizada na semana passada que caso as reivindicações da primeira paralisação não fossem atendidas pela prefeitura, as atividades seriam suspensas novamente.

Com isso, segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Saúde, no Hospital Regional só devem ser atendidos casos de urgência e emergência, enquanto as Unidades Básicas de Saúde da cidade estão funcionando com 30% do efetivo.

A Secretaria de Saúde de Guajará-Mirim que informou por telefone que os pedidos da categoria dependem de autorização da prefeitura. A Rede Amazônica tentou contato com a prefeitura do município, mas não obteve retorno.

Por Rede Amazônica


0 visualização