103419939_2703858683219079_3930321760858

Mulher é agredida pelo marido na frente do próprio pai de 74 anos em Espigão D'Oeste


Mulher é agredida pelo marido na frente do próprio pai de 74 anos em Espigão D'Oeste

Uma auxiliar de serviços gerais, de 40 anos, foi vítima de agressão na noite de domingo (10), em Espigão D’Oeste (RO), município a 539 quilômetros de Porto Velho. O suspeito de ter cometido a violência é o marido da vítima, um pedreiro de 56 anos. No momento do crime, a mulher estava na casa do pai, um idoso de 74 anos, que também foi agredido. Após tentar fugir, o suspeito foi preso por policiais militares.

Aos policiais militares, a vítima contou que estava com o marido em uma festa familiar, onde o homem ingeriu bebidas alcoólicas. Sabendo que o marido se torna agressivo ao beber, a mulher com medo pediu para que parasse.

Como não foi atendida, a mulher se dirigiu para casa sozinha, pegou algumas peças de roupas e se seguiu para a residência dos pais, para se proteger das prováveis agressões.

Conforme o boletim de ocorrência, quando o marido chegou em casa e não encontrou a mulher, foi até a casa dos sogros e, ao se deparar com a esposa, a agarrou pelo pescoço e passou a sufocá-la.

O pai da vítima, ao ver a filha apanhando do marido, tentou intervir, mas também foi agredido com socos e chutes, ficando impossibilitado de proteger a mulher. Com isso, o suspeito voltou a agredir a esposa com vários socos no rosto e corpo, que lhe causaram escoriações e hematomas.

A PM compareceu ao local. Ao perceber a presença dos policiais no imóvel, o pedreiro tentou fugir pelos quintais vizinhos, mas foi alcançado pelos militares, que deram voz de prisão a ele. O suspeito e as vítimas foram conduzidos ao pronto-socorro para atendimento médico. Ainda no hospital, o homem várias vezes ameaçou a esposa.

Após o atendimento médico, todos os envolvidos foram apresentados ao comissário da Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp), onde a ocorrência de lesão corporal foi registrada.

Por Magda Oliveira, G1 Cacoal e Zona da Mata


0 visualização